orientação geral

Olá moçada!

Nos próximos quatro meses vocês serão convidados a participar de uma série de atividades para conhecer um pouquinho mais sobre a área de psicologia ambiental. Antes de começar eu queria fazer um comentário mais geral.

Existe uma frase atribuída ao Einstein que diz: “se soubéssemos o que estamos fazendo não seria chamado pesquisa, seria?”

Em parte a ideia é essa mesmo. Começar algo novo já sabendo exatamente  aonde vamos chegar e por onde passa o caminho seria no mínimo chato. A meu ver uma parte importante do processo é se permitir. A história, inclusive a da ciência, está cheia de anedotas que ilustram isso. Descubro a penicilina ou jogo a placa de petri no lixo porque mofou? (Alexander Fleming)  Descubro a supercola ou fico chateado porque a substância que estou testando gruda em tudo e não solta? (Harry Coover) Uso a supercola para colar um pedacinho do coração da senhora na mesa de cirurgia depois de já ter tentado tudo ou deixo ela morrer? (olha a nossa Londrina no mapa: parabéns Dr. Gregori!) Enfim, “descubro” a América ou volto porque cheguei no lugar errado?

Nossos nativos não seriam chamados índios, nossas vidas não seriam tão longas e eu não poderia fingir que não quebrei o vaso caríssimo que fica na sala de estar da minha avó não fosse a  capacidade brilhante dessas pessoas de sacar que acharam algo importante o qual não estavam procurando. Porque serendipidade é assim: quando o preparo encontra o inesperado e percebe seu valor.

Mas também não é essa bagunça toda não.

Sem observação detalhada e sem critérios de avaliação a coisa não anda, não é produtiva. E não dá pra ficar esperando a sorte o dia inteiro. É preciso planejar, estudar, pesquisar. Tentar e ser honesto a respeito dos resultados é a alma do negócio.

Toda essa introdução pra dizer que nesses nossos encontros vamos tentar também fazer uso de recursos amplamente disponíveis de forma um pouquinho diferente. Nada contra questionários, mas se permitam tentar também as técnicas da área proposta nos seus trabalhos finais. Nada contra painéis, mas experimentem fazer o documentário. Nada contra resenhas, mas vamos buscar o uso dessa plataforma da internet, o blog, para falar sobre o que estamos aprendendo.  Pensem nisso como um quasi-experimento e dêem uma chance a ele. Participem, perguntem. Eu não tenho todas as respostas, mas tenho alguma ideia de onde procurá-las.

Nem tudo precisa ter um começo grandioso, mas é preciso começar.

Mãos à obra.

PS.1–> A propósito: disse que a frase é atribuída ao Einstein porque não achei uma fonte confiável o suficiente.

PS.2 –> embora este tema seja bastante diferente do que será abordado em sala este post traz uma ideia geral do que é esperado de vocês: linguagem informal, mas sem grandes exageros, e articulação do que é visto com o cotidiano. Este é o tamanho máximo para os posts (cerca de 450 palavras). A partir de 200 palavras também é aceitável. Vocês podem inserir links para vídeos ou outros materiais que sejam necessários, ou figuras também. Basta enviá-las juntamente com o texto para o email da disciplina na semana em que vocês estiverem com o papel de escrita.

PS.3–> Vocês notaram que todos os exemplos realçam a interação entre homem e ambiente, certo? Ê viva a psicologia ambiental 🙂

Anúncios

3 pensamentos sobre “Olá moçada!

  1. Acho que as vezes também na nossa formação esse fator de sorte está presente. Por exemplo: no momento de escolher um estágio as vagas que estão disponíveis as vezes são para áreas que não pensávamos em seguir e isso pode vir a influenciar toda uma carreira. No entanto não acho que esse acaso é o mais importante porque pode ser contornado com organização e planejamento prévios.

    (exemplo de comentário que poderia ser deixado por uma pessoa que está com o papel de resposta na semana)

  2. Como explicar a existência do Zeitgeist e de instâncias onde pessoas diferentes tiveram a mesma idéia ou desenvolveram a mesma invenção em períodos de tempo próximos se a sorte aparentemente é um fator tão importante?

    (outro tipo de comentário que poderia ser deixado por uma pessoa que está também com o papel de resposta na semana)

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s