espaços específicos - hospitais/populações especiais - crianças

* Um hospital para crianças *

O Nemours Children’s Hospital, em Orlando, desenvolveu um novo padrão para correlacionar um ambiente médico e suas funções com sua expressão em termos físicos. De maneira notável, pode se ver a interação entre pacientes em tratamento e pacientes internados em um único prédio, funções as quais normalmente se dão de maneira separada nos hospitais tradicionais. Lá, os ambulatórios e quartos dedicados a uma especialidade médica específica são localizados em alas adjacentes do mesmo andar, com salas de espera compartilhadas. Isto permite um tratamento consistente pela equipe médica, a qual se torna familiar com as crianças durante as visitas ambulatoriais e internações.

innovative-model-of-care-drives-design-of-new-orlando-children-s-hospital

O hospital possui um sistema de visitas durante 24 horas, o qual serve para atrair e incitar o convívio e envolvimento familiar, o que levou a estratégias como quartos de estadia para dois parentes, lavanderias, e uma portaria em frente ao elevador de cada andar. Amplas salas recreativas dão espaço para extensos espaços ao ar livre, projetados para repouso e recreação.  Isto inclui terraços paisagísticos, jogo de águas interativas, um “jardim de descobertas” e um palco externo para performances ao vivo.

innovative-model-of-care-drives-design-of-new-orlando-children-s-hospital (1)

Possuindo Orlando um ambiente subtropical, a arquitetura adéqua-se, levando a espaços internos cobertos por sombra. De mesmo modo, aparelhos de bloqueio de luz solar direta foram instalados no exterior, permitindo assim o controle e regulagem da luz natural a qual adentra o ambiente.

A água da chuva é drenada naturalmente dos telhados e redirecionada para reservatórios. Em termos de vegetação, o hospital requisitou um extensivo paisagismo com  arvores e jardins desde o início de seu projeto.

innovative-model-of-care-drives-design-of-new-orlando-children-s-hospital (2)

O projeto consistiu em uma área de 600,000 metros quadrados, no valor de 240 milhões de dólares, em sua primeira fase, a qual já inclui 95 leitos e 76 salas de exame, com espaço ainda para acomodar mais 32 leitos e 24 salas de exame.  Existem também estações para eventuais emergências, um gerador central de energia, e uma plataforma de estacionamento. O plano original inclui ainda a expansão das áreas ambulatoriais e de internação, adição de consultórios médicos, laboratórios de pesquisa e prédios de auxílio.

————————————————————————————————-

O André pensa assim. E você? Participe!

Anúncios

2 pensamentos sobre “* Um hospital para crianças *

  1. Hospitais, em geral, são prédios antigos ou de estruturas arquitetônicas cruas e simples, de fácil circulação de pessoas – principalmente para os funcionários e equipes médicas. Mas, novas concepções de arquitetura, urbanismo e psicologia ambiental vêm sendo utilizadas em projetos de novos hospitais; visões que buscam em primeiro plano o melhor conforto dos pacientes e seus visitantes, respeitando as diversas categorias de internos. E quando vemos um projeto desses que já saiu do papel e funciona, é algo realmente muito lindo e de ser admirado.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s